Rodrigo Osmo - CEO da Construtora Tenda

Rodrigo Osmo – CEO da Construtora Tenda

A construção civil brasileira vem passando por uma grande transformação no que diz respeito aos modelos construtivos empregados nos canteiros de obras.

Uma das principais tendências que despontam nesta linha é a construção industrializada, também conhecida como construção off-site  pois ocorre fora do canteiro de obra em um ambiente industrial, controlado e livre de intempéries.

A Construtora Tenda, segunda maior construtora de habitações populares do Brasil, afirmou recentemente que pretende apostar neste modelo para aumentar ainda mais a rentabilidade de seus negócios dentro do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), do Governo Federal. 

De acordo com Rodrigo Osmo, CEO da construtora, em entrevista para o Construcast, a Tenda enxerga que, mesmo já otimizando ao máximo o seu processo construtivo on-site, chegou-se a um limite da industrialização possível dentro do canteiro. “Quando a gente olha hoje a nossa obra entendemos que a linha de produção no canteiro está muito balanceada e temos dificuldade de ver grandes melhorias adicionais”, afirma. 

Outro ponto importante, de acordo com Osmo é o aumento de participação no mercado brasileiro. Atualmente a Tenda consegue atender apenas localidades com uma demanda mínima de produção – hoje, 9 dentre as 13 maiores regiões metropolitanas do Brasil – sendo que poderia dobrar sua atuação se considerasse os mercados médios. Para ele, uma das vantagens do off-site é que com o uso desta tecnologia mercados que não são endereçáveis para os produtos Tenda, passariam a ser ocupados pela construtora.

Vale ressaltar ainda que para a utilização do sistema construtivo industrializado dentro do programa Minha Casa Minha Vida (atualmente Casa Verde e Amarela) é necessário que a empresa responsável por este processo seja homologada pela Caixa Econômica Federal para aprovação de financiamento.

 

O Sistema TECVERDE

Imagem da Fábrica Tecverde modelo de construção off-site

Dentro das possibilidades da construção off-site o sistema construtivo da TECVERDE, é altamente o mais rentável. Tem como principal tecnologia utilizada o wood frame, executado com madeira engenheirada. Com este sistema, transferido para a empresa diretamente da Alemanha, a TECVERDE consegue otimizar o processo produtivo da construção, entregando projetos prontos até quatro vezes mais rápido que as construções tradicionais. 

Com a possibilidade ser utilizado em grande escala, o sistema TECVERDE atende construtoras e incorporadoras com nicho de atuação variados podendo ser empregado em condomínios horizontais e verticais, em torres de até quatro pavimentos. Conta ainda com a homologação da Caixa Econômica para financiamento no programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), sendo que em 2018 conquistou a primeira pré-certificação Green Building Council (GBC) para um condomínio de habitação popular do MCMV.

A certificação GBC Brasil foi desenvolvida para garantir a construção de condomínios residenciais com alto desempenho e práticas sustentáveis como economia de água, eficiência energética, gerenciamento de materiais, inovação e especificidades regionais.

Dentro deste ecossistema a TECVERDE destaca-se como uma empresa altamente preocupada com a sustentabilidade, mas também mantem o olhar na inovação. Hoje, possui em sua sede em Araucária – PR em escritórios de projetos (PMO) dedicado ao estudo de novas tecnologias para elevar a produtividade e rentabilidade das construções.

Saiba mais:

>> Alta do Material de construção prejudica orçamento de obras convencionais

>> Wood frame e industrialização: Tenda entra com tudo no movimento

 

Copyright © 2020
Ir para o topo