Fonte: Blog Gypsum

Fique por dentro das tendências da construção: Drones, Modelagem da Informação na Construção (BIM, na sigla do nome em inglês), robotização de processos, sustentabilidade e energia renovável são tendências da construção civil para este ano, segundo uma matéria do portal G1.

Um destaque vai para BIM. A reportagem bem explica que se trata de uma forma de modelar toda a edificação de maneira interativa, com possibilidade de visão tridimensional e que abrange todo o ciclo de edificação. “O uso de um software com essa tecnologia permite que os engenheiros possam, inclusive, identificar possíveis problemas que aconteceriam durante a obra, tornando o planejamento da obra muito mais rápido e eficaz. Outra vantagem é que o BIM permite fazer orçamentos de obras muito mais precisos, já que calcula o investimento de material que será usado na obra”, diz a matéria. 

Construção modular

Outras tendências relevantes, apontadas por projetistas e outros profissionais do mercado de construção, giram em torno de tecnologia e inovação e integração.

Construção modular offsite na Tecverde

Construção enxuta

Segundo um boletim de tendências divulgado em janeiro pelo Sebrae, o cenário deve ser positivo. “Para esse início de ano, os juros baixos, o esperado incremento nas vendas e os estoques reduzidos reforçam as estimativas de fortalecimento do setor”, aponta o documento.

“Contribuirão para o desempenho positivo a capacidade de organização do setor formal, a adoção de protocolos para preservar a saúde do trabalhador e dos empreendedores, a rápida transformação digital e adaptação nas vendas online e de imóveis”.

O boletim também se refere a inovação e sustentabilidade, temas como lean construction (construção enxuta), implantação do BIM, gestão de resíduos e eficiência energética.

De acordo com o Sebrae, são temas que os pequenos negócios deverão incorporar em suas práticas operacionais,
bem como a gestão da qualidade e dos processos. Tanto no âmbito da gestão quanto da operação e da estratégia comercial e de acesso a mercados.

Cuidados adicionais

Entre outros fatores que surgiram com a maior permanência em casa – demandada pelo avanço da Covid-19 – e que podem influenciar diversos mercados e setores, o Sebrae também destaca:

  • Valorização do lar
  • Valorização da decoração
  • Espaços multifuncionais
  • Cuidados com o meio ambiente
  • Necessidade de integração com a natureza

Saiba mais:

>> Popular no exterior, construção ‘off-site’ ganha força no Brasil com a pandemia
>> Mais produtividade com a Tecverde
>> Construção Industrializada para Habitações de Interesse Social
Copyright © 2021
Ir para o topo