Skip to main content

Metaverso: quais as novidades para o mercado imobiliário

Metaverso é um espaço virtual que proporciona ao usuário uma experiência de imersão em um ambiente multidimensional, no qual as pessoas podem interagir entre si e com o ambiente utilizando avatares. Para além dos ambientes de jogos e mídias digitais, o metaverso já torna possível um mundo de interação virtual em terceira dimensão, em que se pode realizar atividades cada vez de forma mais realista, fazendo compras, reuniões, programas de tv e até comprando imóveis.

Segundo dados divulgados pelo Jornal Estadão, as vendas de imóveis nas quatro principais plataformas do metaverso chegaram a $ 501 milhões em 2021. A projeção para este ano de 2022 é de que se continuarem neste ritmo, as vendas atinjam $ 1 bilhão.

Não é necessário nenhum hardware especial para acessar o metaverso, mas investir em imóveis digitais significa trocar seu dinheiro pela criptomoeda da plataforma em que você está interessado em comprar imóveis virtuais. O consultor em estratégia de negócios, Bernard Marr, indica em artigo da Forbes que empresas globais como PwC, JP Morgan, HSBC e Samsung já compraram terrenos virtuais que pretendem utilizar para diversos fins.

Mas afinal, o que são imóveis digitais?

o metaverso ainda está começando a ser conhecido por investidores imobiliários e o mercado levará algum tempo para absorver não apenas o conceito, mas também seus mecanismos. O importante é que você compreenda que o metaverso propõe uma realidade paralela onde a vida pode ocorrer de forma simultânea ao cotidiano material da realidade física.

O terreno em cada plataforma do metaverso é limitado a um número definido de lotes. A quantidade varia, dependendo da plataforma. Dessa forma, o terreno no metaverso ou terra é uma mercadoria limitada – e é por isso que os investidores estão tão interessados ​​em colocar o pé na porta antes que os melhores lugares sejam conquistados.

Os imóveis virtuais nessas plataformas são garantidos com escrituras reais na forma de tokens não fungíveis (NFTs). Quando você compra um imóvel digital, sua compra é registrada no blockchain e o NFT é transferido para sua carteira digital, o mesmo local em que você armazena sua criptomoeda. Ou seja, o processo é semelhante à compra de um imóvel físico, já que a propriedade tem registro comprovado.

De acordo com Vânia Gomes, fundadora da UBlink, plataforma imobiliária com experi
ência
 diferenciada para quem compra, vende e aluga imóveis, toda empresa que pretende ser perene e oferecer o melhor a seus clientes precisa estar atualizada e, de preferência, buscar o pioneirismo nas tecnologias utilizadas e na forma de fazer negócio.

“Investir no metaverso faz parte das iniciativas que têm de, ao menos, ser avaliadas por empresas do setor imobiliário com visão de longo prazo”, afirma.

Prova disso, para Arthur Igreja, especialista em tecnologia, inovação e tendências, é que o metaverso pode impactar o mercado imobiliário de várias formas, como um canal de atendimento, em que uma pessoa queira fazer uma reunião usando a tecnologia.

“A capilaridade também é um grande impacto, com a possibilidade de se ter um escritório virtualizado, com atendimento de clientes do mundo inteiro. E também na exibição dos próprios imóveis e na integração”, conta.

Quais as principais tendências para este modelo de negócio?

Em relação à tecnologia, uma das tendências mais em evidência é o avanço de ações de empresas no metaverso com maior inovação. A tokenização, que facilita o fracionamento digital do imóvel para a venda a vários proprietários, também tem crescido.

Desse modo, Vânia Gomes relembra que a UBlink foi a primeira empresa a oferecer uma wallet – carteira virtual para que usuários tenham disponíveis documentos do imóvel. Ao carregar informações validadas, a UBWallet funciona como processo de pré-tokenização.

Sobre este assunto a Tecverde irá promover uma live especial no dia 16 de agosto, às 17h. Clique no link e realize sua inscrição: https://site.tecverde.com.br/teclive-metaverso

 

Fontes:

www.consumidormoderno.com.br/2022/06/17/mercado-imobiliario-metaverso
blog.conectaimobi.com.br/o-metaverso-e-o-mercado-imobiliario
imoveis.estadao.com.br/noticias/metaverso-mercado-de-imoveis-em-transformacao-estadao-imoveis/

Outras notícias

Descarbonização mobiliza setor de construção do país

03/08/2022
A necessidade de diminuir as emissões de carbono da construção civil tem mobilizado entidades de classe, iniciativa privada e representantes...

Empresa lança projeto de casa de madeira que pode ser construída em 1 dia

01/08/2022
(Tecverde na Mídia) Fonte: Construção Latino Americana A Tecverde lança agora as casas make to order, ou seja, sob encomenda,...
Construção Civil

Setor da construção civil tem previsão de crescimento acima do esperado em 2022

01/08/2022
O setor de construção civil deve ser um dos segmentos que irão crescer em 2022. É o que prevê a...

Lançamento Casa 1.0: Você vai se surpreender com a Tecverde

19/07/2022
A Tecverde criou um produto imobiliário inédito, com alto índice de industrialização e a melhor competitividade do mercado.  Mais comodidade...