Assinada pelo escrito?rio arquea, a casa pre?-fabricada e construi?da em menos de um me?s transformou uma antiga cha?cara em refu?gio para acomodar um casal de curitiba

Um projeto enxuto, de execuc?a?o ra?pida e manutenc?a?o simples foi o pedido de um casal ao escrito?rio Arquea, comandado pelos arquitetos Bernardo Richter, Fernando Caldeira de Lacerda e Pedro Amin Tavares, de Curitiba.O trio – escalado por uma construtora especializada em casas pre?-fabricadas e sustenta?veis, a Tecverde – se debruc?ou nas pranchetas ao longo de quatro meses para desenhar o projeto de 207 m2 pro?ximo a? capital paranaense. “A ideia era construir um espac?o (originalmente uma cha?cara) onde os donos pudessem passar 50% de seu tempo e tambe?m receber os netos com conforto”, explica Fernando Caldeira de Lacerda.

O desafio foi orientar a planta para que os moradores aproveitassem todas as possibilidades do terreno: a vista para a paisagem, para uma prac?a central e para a capela (que ja? existia no projeto original) e aproveitar totalmente as a?reas que recebem mais sol. “Nessa hora, paramos de pensar em um bloco u?nico e, inspirados pelo trabalho dos arquitetos japoneses da Sanaa, dividimos a casa em tre?s volumes, que da?o ao conjunto um ar de vilarejo.”

A sala de jantar foi escolhida como elemento de conexa?o entre as a?reas i?ntimas, de estar
e servic?o. As paredes de vidro integram a paisagem de fora e tambe?m funcionam como passarelas, que levam aos outros volumes.

Leia a matéria completa na seçãoprojetos da bamboo de março.

Copyright © 2016
Ir para o topo